x

Queremos ajudar sua empresa

Fale conosco

  • Endereço

    CUBO - Alameda Vicente Pinzon, 54 - Vila Olimpia
    São Paulo/SP

  • Redes sociais

Blog

Navegue por nossa trilha do conhecimento e crie novos insights para seu negócio

O chão de fábrica é uma das partes mais importantes da indústria
2 de fevereiro 2018

Chão de Fábrica – como melhorar a gestão dessa área?

O chão de fábrica é o coração de qualquer indústria. É lá que as coisas realmente acontecem e onde devemos unir esforços para aumentar a produtividade. Assim, é essencial que gestores saibam formar uma boa equipe, definam um bom planejamento, acompanhem de perto o que acontece na linha de produção e tenham ferramentas adequadas para mensurar os resultados conquistados.

 

 

Construindo o time no chão de fábrica

 

O primeiro passo de uma boa gestão de chão de fábrica está no recrutamento dos colaboradores. Mais do que grau de escolaridade, o que deve ser levado em conta nessa fase é a capacidade técnica dos profissionais. Como hoje a indústria é bastante segmentada, vale a pena optar por candidatos mais especialistas, que fizeram cursos na área desejada.

 

Porém, lembre-se de pensar também no lado estratégico. Procure profissionais com sede por aprendizado e que consigam pensar o negócio como um todo. Hoje, o chão de fábrica é um segmento onde as empresas buscam constante inovação e otimização dos seus processos produtivos. Portanto, é preciso contar com profissionais que tenham capacidade analítica e não trabalhem de um “modo automático”.

 

Com a equipe em mãos, é fundamental estar atento ao desempenho de cada colaborador, recompensar aqueles que atingirem os melhores resultados e encontrar formas de treinar e motivar os que não estiverem performando.

 

 

Planejamento

 

Planejar os processos no chão de fábrica não é uma tarefa simples. Já falamos aqui sobre o Planejamento e Controle de Produção (PCP) e da importância dele para toda a indústria. Basicamente, o grande desafio para um bom planejamento é saber focar nos processos e nas pessoas.

 

Assim, é importante ressaltar que o planejamento deve ser feito considerando as opiniões de quem está na linha de frente. Não são apenas gestores que devem coordenar os movimentos da fábrica, mas os próprios trabalhadores precisam mostrar onde estão as principais dificuldades e trazer insights sobre como resolvê-los.

 

Ou seja, é fundamental que tanto o setor estratégico (PCP) quanto a área operacional (chão de fábrica) estejam sempre alinhados e dispostos a melhorar os processos de toda operação. Para isso, é necessário um bom planejamento e comunicação constante entre as áreas.

 

Acompanhamento e gestão

 

É essencial que informações importantes do processo produtivo sejam mensuradas e compartilhadas com toda equipe. Muitas fábricas utilizam, por exemplo, o método de Gestão à vista, cuja finalidade é mostrar a todos os envolvidos o que está acontecendo na produção. Dessa forma, informações como peças produzidas, índice de qualidade, tempo médio em cada etapa são anotadas em um grande quadros ou monitores visíveis a todo time.

 

Ter esse cuidado de levantar e documentar métricas é fundamental para aumentar a produtividade no chão de fábrica. E claro, com os dados em mãos, é essencial que os gestores façam análises e tomem decisões a partir do que foi visualizado.

 

 

Tecnologia na gestão do chão de fábrica

 

Como vimos, é importantíssimo ter métricas para maior controle da produtividade na indústria. Porém, se isso é feito de forma manual, com os próprios colaboradores lançando os dados, é possível que surjam alguns problemas nesse levantamento. Primeiramente, o gestor não terá em tempo real as informações referentes à operação. Além disso, é possível haver erros e falha humana no processo.

 

A tecnologia pode entrar em cena para ajudar na gestão do chão de fábrica. Existem softwares, como os BPMS, que auxiliam no apontamento de produção, por exemplo. Por meio deles, é possível ter uma melhor visualização das tarefas, acompanhar o andamento da produção e monitorar os recursos da fábrica de forma muito mais rápida e organizada do que se feito manualmente.

 

Porém, é comum que esses dados ainda sejam colocados manualmente em softwares como esse. Ou seja, alguém sempre terá que descrever quais tarefas estão sendo realizadas.

 

Com um sistema de geolocalização indoor como o da Novidá, a situação muda de figura. Isso porque é possível mapear o que realmente está acontecendo no chão de fábricas. Por meio de sensores, o gestor tem na palma da mão toda a movimentação de recursos dentro da planta. Dessa forma, não há falhas de métricas no processo e os insights que podem ser tirados são muito mais precisos.

 

 

Pronto para otimizar seu negócio?

voltar ao topo