x

Queremos ajudar sua empresa

Fale conosco

  • Endereço

    CUBO - Alameda Vicente Pinzon, 54 - Vila Olimpia
    São Paulo/SP

  • Redes sociais

Blog

Navegue por nossa trilha do conhecimento e crie novos insights para seu negócio

Desperdícios na Produção

Desperdícios na Produção: O que é e como evita-los?

Vivemos um momento de grandes transformações na Indústria. Em um mercado cada vez mais concorrido, as empresas estão procurando colocar o Lean Manufacturing em prática e otimizar ao máximo suas operações.

Reduzir os desperdícios na produção é um dos principais desafios para os gestores da área. Para isso, é essencial mapear quais são os pontos que podem ser melhorados na empresa e criar estratégias para evitar essas falhas nos processos.

 

Os 7 desperdícios do Lean Manufacturing

O Lean Manufacturing é uma metodologia que busca o máximo de eficiência nos processos. Ou seja, o objetivo dessa filosofia de gestão é produzir o máximo de valor gastando o menor número de recursos possível.

Para isso, é preciso identificar oportunidades de melhoria dentro da empresa. Assim, a própria metodologia já separa os desperdícios em 7 categorias:

 

1- Defeitos

Se você produz alguma mercadoria com defeito, certamente você terá um desperdício. Seja no próprio processamento desse produto, no retrabalho que você terá ao refazer o produto ou ainda nos materiais gastos para reparar a falha.

Esse problema geralmente é causado por falta de controle nos processos, por fornecedores ruins ou por mão-de-obra pouco qualificada.

 

2- Inventário

Ter excesso de matéria-prima ou ferramentas também gera desperdícios. Afinal, isso resultará em mais gastos para a empresa, ocupação de área, manutenção de inventário e até perda de produtos.

A produção excessiva e um alto lead time (tempo entre o pedido e a entrega do produto) são as principais razões para esse tipo de desperdício.

 

3- Espera

Tempo é dinheiro! E se um colaborador está ocioso aguardando a disponibilidade de algum recurso dentro da operação, você está tendo um desperdício. Pense por exemplo em um funcionário que precisa de uma autorização antes de realizar um trabalho e, até então, ele fica sem fazer nada…

Esse tipo de problema é gerado por falta de organização nos processos, uma estrutura de trabalho inflexível, problemas com materiais, etc.

 

4- Movimentação

Também temos desperdícios quando há movimentações desnecessárias de trabalhadores. Imagine colaboradores que tenham que andar mais que o necessário pela operação, ou procurar algum item ou até realizar movimentos desnecessários como abaixar e flexionar. Tudo isso pode gerar atrasos nos trabalhos e interromper o bom andamento das atividades.

Um layout ruim e mal planejado é o principal fator que ocasiona problemas com movimentações. Se as instruções de trabalho não são bem comunicadas ou se o fluxo de materiais não é claro, o problema também pode ocorrer.

 

5- Transporte

Quando um recurso (seja ele pessoas, materiais, equipamentos, ferramentes, etc) é transportado sem necessidade, temos um desperdício de transporte. Por exemplo, imagine que um determinado material foi mandado para uma área errada. Novamente, isso irá gerar atrasos em toda operação.

O layout industrial também é um dos principais motivadores desse tipo de desperdício. A falta de comunicação ou o bom planejamento de rotas também são outras causas importantes.

 

6- Produção Excessiva

Produzir mais que o necessário certamente vai gerar desperdícios para sua empresa. Quando isso acontece, há um aumento no estoque de produtos acabados. Ao contrário do que muitos pensam, isso não é um bom sinal, afinal, os produtos podem ficar obsoletos e podem gerar custos para mantê-los.

O mau planejamento do PCP e o desequilíbrio na produção são alguns dos fatores que podem gerar a superprodução.

 

7- Processamento Excessivo

Processos são importantes, mas precisam ser muito bem planejados. Quando eles não agregam valor à operação, o resultado é mais desperdício. Pense em etapas desnecessárias em uma linha de produção ou itens acrescentados ao produto que não farão nenhuma diferença. Novamente temos um gasto de tempo e dinheiro à toa.

Esse problema pode ser gerado por qualidade excessiva, falta de objetividade nas especificações do cliente, um desenho ruim do fluxo de processos, entre outros fatores.

 

Ações Práticas para evitar desperdícios na produção

Ao identificar quais são os principais desperdícios do seu negócio, a hora é de estruturar ações para evitar (ou diminuir) essas falhas.

 

Avalie seus Processos Produtivos

Antes de querer demitir funcionários ou fazer grandes reformulações no negócio, é preciso entender como sua operação funciona atualmente. Faça um mapeamento dos seus processos, realize o gemba, calcule tempos e movimentos e tenha um panorama real sobre sua operação.

Tudo isso vai facilitar para identificar onde estão os principais gargalos da sua operação e quais os pontos mais importantes para focar em um primeiro momento.

 

Produza somente o necessário

Adote a metodologia do Just in Time e reduza estoques. Para isso, é preciso entender muito bem como funciona sua operação, negociar prazos e compras com fornecedores e usar tecnologias de previsão de demanda.

Dessa forma, você evita perdas de produto ou ter que reduzir o preço das mercadorias para se livrar do estoque.

 

Aplique um programa de melhoria contínua

Seja qual for o setor da empresa, sempre rode um ciclo PDCA: faça um mapeamento da operação, realize mudanças, colete resultados e tome novas atitudes a partir do que foi descoberto.

Isso vale tanto para processos internos, quanto para a infraestrutura da empresa (máquinas e equipamentos, por exemplo). Lembre-se: a busca por otimização precisa fazer parte da cultura da organização.

 

Preze pela Qualidade

De nada adianta se preocupar em produzir muito se o resultado final não for bom. Dessa forma, quando falamos em eficiência e otimização de processos, não podemos deixar a qualidade de lado.

Produtos com defeitos também geram prejuízos em diferentes etapas da produção, portanto, vale a pena se atentar a esse aspecto.

 

Como a Novidá atua para evitar desperdícios na produção

Diante dessa demanda por identificar e eliminar desperdícios na produção, a Novidá desenvolveu um sistema de Location-based Workforce Management, que acompanha a movimentação de colaboradores durante suas rotinas operacionais.

Dessa forma, é possível medir tempos de execução das atividades, localizar funcionários em tempo real, otimizar rotas e layout industrial, visualizar um histórico de atividades planejadas e realizadas e muito mais! Tudo isso contribui para ter uma operação mais eficiente e com menos desperdícios.

Quer saber mais sobre o funcionamento da nossa plataforma e como ela pode te ajudar a ser mais produtivo? Agende uma conversa com nossos especialistas!

Pronto para otimizar seu negócio?

voltar ao topo