x

Queremos ajudar sua empresa

Fale conosco

  • Telefone

    +55 11 4431-8580

  • Endereço

    R. Nicolau Barreto, 26
    São Paulo/SP

  • Redes sociais

Blog

Navegue por nossa trilha do conhecimento e crie novos insights para seu negócio

Jornada do Paciente
4 de junho 2018

Jornada do paciente e a excelência na qualidade dos serviços médicos

Todos sabemos a importância de ter um bom atendimento hospitalar para garantir a credibilidade e eficiência do local. Entretanto, muitos pensam apenas nos detalhes técnicos e esquecem de focar no principal: a jornada do paciente.

Embora a maioria das pessoas já tenha um hospital de confiança, às vezes ocorrem imprevistos e é necessário correr para algum local próximo.

Esse é o caso de Joaquim, nosso personagem fictício que, de férias com a esposa, se hospedou por algumas semanas na casa do sobrinho em outra cidade.

Porém, certo dia ao acordar, ele sentiu uma forte dor no peito. Preocupado com a sua saúde, decide ir ao hospital do bairro, mesmo sem saber sobre a qualidade de serviço do local.

 

Check In

Assim que adentra o ambiente, Joaquim se depara com uma máquina de senhas automáticas.

A tecnologia, além de auxiliar na triagem, dá ordem e segurança durante todo o processo, já que impossibilita o erro manual e garante que pacientes preferenciais sejam atendidos primeiro.

Ao ser chamado, ele explica para a recepcionista que é sua primeira vez naquele hospital e é informado de que, caso haja necessidade de retornar, pode desfrutar do serviço de agendamento online.

Essa foi a melhor alternativa encontrada para diminuir as longas filas de espera e agilizar as operações. Sem contar que o ganho é bastante significativo: aproximadamente 80% do custo com agendamento podem ser reduzidos graças a  uma plataforma CMO (Centro de Marcação Online).

 

Pronto Socorro

Sentindo-se bem acolhido, Joaquim se dirige à consulta médica e recebe a notícia de que precisará fazer alguns exames, dentre eles o eletrocardiograma.

O aparelho utilizado é um dos equipamentos rotativos do hospital e há sempre dificuldades em encontrá-lo, isso quando não são feitos altos investimentos para que haja um número maior de máquinas distribuídas pelos andares.

Esse cenário, entretanto, não apareceu aqui. O hospital em questão conta com um sistema de rastreamento em tempo real que utiliza beacons, tags de Bluetooth acopladas no aparelho que permitem saber em que local a máquina está.

A boa notícia é que eles não influenciam em nada a eficiência dos aparelhos, o que contrasta com o RFID, tecnologia que pode servir para funções semelhantes, mas que tem capacidade de alterar negativamente o desempenho de alguns equipamentos.

Graças à sacada inteligente dos gestores, Joaquim foi rapidamente atendido pelo enfermeiro, que prontamente realizou o exame.

 

Internação

Devido aos resultados preocupantes, nosso paciente recebe a notícia de que precisará ser operado e é internado imediatamente.

Para que médicos e enfermeiros saibam exatamente como tratar Joaquim, todos os dados foram armazenados nos PEPs – Prontuários Eletrônicos. Além de ajudarem na redução do consumo de papel, a tecnologia passa maior confiança, já que as informações estarão a salvo de qualquer erro.

Como o hospital preza pela segurança e conforto de todos ali, os enfermeiros e alguns médicos também são monitorados e realocados de acordo com a necessidade, medida fundamental em situações críticas como a que aconteceu em uma noite incomum:

Joaquim e outros dois pacientes passaram muito mal e precisaram ser rapidamente socorridos. Por mais que sempre haja enfermeiros nos corredores, não havia um número suficiente que pudesse prontamente dar conta de todos.

Isso poderia ter gerado grande confusão e alarde, mas o problema pôde ser resolvido rapidamente com a realocação de equipes em ócio, monitorada com as tags de beacons, mas dessa vez na praticidade e discrição que o formato de crachá oferece.

 

Cirurgia

Claro que, por se tratar de uma operação, Joaquim estava bastante apreensivo com sua segurança. Temia pela sua recuperação e pelo bom funcionamento dos equipamentos.

Percebendo sua preocupação, os médicos lhe explicaram algumas das medidas que o hospital tomava para garantir que tudo ocorresse dentro da normalidade:

– Todas as máquinas rotativas eram monitoradas em tempo real com o sistema de RTLS, de modo que, se alguma fosse necessitada, estaria sob os olhares dos gestores;

– O local utiliza tecnologia de análise preditiva, que permite saber quando e porque um equipamento apresentará falhas, possibilitando a solução antes que o problema ocorra;

– A temperatura do hospital também é monitorada.

Dessa forma, Joaquim ficou mais tranquilo e confiante acerca das medidas de segurança do hospital.

 

Pós-operatório

Como previsto, a cirurgia foi um sucesso, mas todo cuidado é pouco nessa fase tão delicada.

Como o problema de Joaquim se deu no coração, os médicos decidiram que acompanhariam de perto os resultados e optaram por um dos tipos de wearable device.

Nesse caso, a escolha foi por uma camiseta que monitora a temperatura e frequência cardíaca, mas há inúmeras possibilidades, que variam desde sensores ingeríveis até chips embutidos na pele.

Graças à base analítica fornecida pela tecnologia, Joaquim pôde ser acompanhado em tempo real por um especialista designado pelo hospital, responsável por seu caso durante o tempo que julgar necessário, mesmo que o paciente já esteja se recuperando em casa.

 

Check out

Finalmente, liberado pelos médicos! Para o hospital, a saída de mais um paciente significava mais um caso de sucesso, mas faltava um detalhe: a pesquisa de satisfação.

O feedback acrescenta muito para o hospital, pois estará ouvindo em primeira mão as críticas e sugestões dos que passaram por ali. Isso evita que erros continuem e possibilita o investimento em soluções que deram certo, as quais, para Joaquim, giraram em torno do bom acolhimento e alta tecnologia.

Mesmo estando em casa, o contato com o hospital não acabou. Foram enviados para seu e-mail resultados de exames, lembretes e horários de consulta.

A dica aqui é aproveitar essa fidelização para enviar também mensagens de aniversário, boas festas e outros. Assim, o paciente sempre lembrará da qualidade do serviço e do nome do hospital que, para Joaquim, será sempre uma referência na área da saúde.

 

Como a Novidá pode ajudar a melhorar a jornada do paciente

Depois de acompanhar de perto a trajetória de Joaquim dentro de um hospital até então desconhecido, foi possível perceber a importância que as tecnologias para a saúde têm dentro desse tipo de cenário.

Com experiência de campo, a Novidá oferece soluções de geolocalização indoor e outdoor de precisão para que o monitoramento dentro do hospital seja completo e personalizado, com opções de excelente custo/benefício e que podem reduzir significativamente os gastos das operações.

Para saber mais sobre nossas soluções para a área de saúde, basta clicar aqui, mas antes, não deixe de conferir nosso case de sucesso do Hospital HCor!

Pronto para otimizar seu negócio?

voltar ao topo