x

Queremos ajudar sua empresa

Fale conosco

  • Endereço

    CUBO - Alameda Vicente Pinzon, 54 - Vila Olimpia
    São Paulo/SP

  • Redes sociais

Blog

Navegue por nossa trilha do conhecimento e crie novos insights para seu negócio

Manutenção Corretiva

Manutenção Corretiva: o que é e como utilizar?

Fazer uma boa gestão da manutenção é essencial para qualquer indústria. Esse processo pode ser feito de diferentes formas, mas a mais antiga e conhecida é justamente a manutenção corretiva. Embora seja vista muitas vezes como vilã, ela pode ser a única alternativa em diversas situações.

 

O que é Manutenção Corretiva?

De forma geral, a manutenção corretiva é a intervenção em máquinas e equipamentos quando estes apresentam falhas ou algum tipo de dano. Como o próprio nome diz, a intenção é corrigir o problema para que a máquina volte a funcionar normalmente.

Esse tipo de manutenção foi o primeiro a ser adotado na história, afinal, como não havia recursos para identificar uma possível falha, a única maneira de detectar um problema é quando a máquina parava de funcionar.

Hoje existem outros métodos considerados mais eficientes, como é o caso da manutenção preventiva. Porém, vale ressaltar que a manutenção corretiva ainda é necessária em alguns momentos e tem seus benefícios quando bem utilizada.

Podemos dividir esse tipo de gestão em dois tipos:

 

Manutenção Corretiva Planejada

Essa situação ocorre quando o problema na máquina é identificado antes de ela parar totalmente de funcionar. Nesse caso, os responsáveis podem programar o reparo da máquina para o momento ideal para fazer esse tipo de serviço.

No entanto, enquanto a máquina não é consertada, ela certamente estará operando com uma performance mais baixa. Ainda assim, por decisões gerenciais e baseadas em dados, é possível que seja mais vantajoso que ela continue operando em baixa performance ao invés de parar a linha de produção para o reparo ou substituição.

 

Manutenção corretiva não planejada

Aqui é o panorama mais clássico, quando a máquina para de funcionar de forma inesperada, resultando em parada imediata e necessidade de manutenção urgente.

Isso geralmente ocorre pela falta de acompanhamento do desempenho da máquina e, em muitos casos, pode ser evitado. Ainda assim, uma vez que essa manutenção seja necessária, é importante ter mecanismos para que a falha seja reparada o quanto antes, diminuindo o prejuízo na produção.

 

Tipos de Falha

Se estamos falando de manutenção corretiva, obrigatoriamente houve uma falha no equipamento. Costumamos dividir essas falhas em duas categorias:

 

Falha Potencial

Trata-se de um problema que ainda está em estágio inicial, em que há evidências de que algo está errado mas o equipamento ainda desempenha sua função no processo produtivo. É possível continuar a produção e sua manutenção pode ser planejada, mas é importante analisar e resolver o problema no momento ideal.

 

Falha Funcional

Já esse tipo de falha decorre justamente da não identificação ou tratamento da falha potencial, chegando ao ponto em que a máquina de fato para de funcionar. Além do prejuízo com o equipamento, essa falha ainda pode ocasionar acidentes de trabalho e prejudicar ainda mais sua empresa.

Nesse caso, a linha de produção obrigatoriamente é interrompida e é preciso estagnar todo o processo até a manutenção.

 

Custos da manutenção corretiva

Mas por que – em geral – é tão ruim fazer a manutenção corretiva? Porque os gestores sentem no bolso o prejuízo. São diversos gastos gerados pela falta de prevenção de falhas.

O principal é o lucro cessante. Ou seja, o valor que você deixa de ganhar porque a máquina deu problema e, consequentemente, sua linha de produção está parada. Quando isso acontece, você também terá gastos com compras emergenciais, já que precisa resolver o problema o mais rápido possível e nem sempre pode ficar cotando os melhores preços.

Tudo isso ainda faz a equipe perder tempo, que também é uma forma de prejuízo, já que esse tempo poderia ser gasto em ações para otimizar o processo como um todo.

Ou seja, os custos com a manutenção corretiva são altos e vem em diferentes frentes. Dessa forma, vale o velho ditado: é melhor prevenir do que remediar.

 

Como a Novidá ajuda na manutenção corretiva

Sabemos, no entanto, que imprevistos acontecem e nem sempre é possível evitar a manutenção corretiva. Nesse caso, o mais importante é ter agilidade para evitar maiores prejuízos.

Nesse sentido, a Novidá pode ser uma grande aliada do seu negócio. Por meio do nosso sistema de geolocalização em tempo real, é possível localizar pessoas e equipamentos dentro do ambiente de negócios.

Assim, quando é detectado alguma falha na operação, é possível emitir um alerta para que o profissional habilitado mais próximo ao local vá fazer a manutenção. Isso diminui os tempos de parada e otimiza processos.

Aplicamos essa solução na fábrica da FCA, o que resultou em grandes ganhos para a empresa. Você pode baixar gratuitamente esse case de sucesso aqui.

Quer entender como podemos melhorar sua gestão da manutenção e diminuir os tempos de respostas? Agende uma conversa com nossa equipe!

Pronto para otimizar seu negócio?

voltar ao topo