x

Queremos ajudar sua empresa

Fale conosco

  • Endereço

    CUBO - Alameda Vicente Pinzon, 54 - Vila Olimpia
    São Paulo/SP

  • Redes sociais

Blog

Navegue por nossa trilha do conhecimento e crie novos insights para seu negócio

Indústria em 2018
11 de janeiro 2018

O que esperar da Indústria em 2018?

Os últimos anos não foram fáceis para a indústria nacional. A crise também chegou ao setor manufatureiro e os números se estagnaram. No entanto, o ano que se inicia promete ser de retomada da economia e crescimento na indústria. Dessa forma, algumas tendências que aos poucos já estão sendo vivenciadas nas fábricas americanas devem chegar por aqui também. Ou seja, a indústria em 2018 deve trazer grandes novidades.

 

Para esclarecer melhor quais são as principais tendências da indústria nacional e internacional, destacamos 6 pontos que nos chamam a atenção. A maioria diz respeito ao conceito de Indústria 4.0 e Lean Manufacturing: ou seja, as fábricas estarão cada vez mais digitais, conectadas e com processos enxutos. Abaixo, segue a lista completa:

 

 

Internet das Coisas

 

Tanto no Brasil quanto lá fora, a IoT já está sendo introduzida com sucesso nas indústrias. De forma simples, podemos defini-la como uma “rede” no qual dispositivos podem se comunicar pela internet e compartilhar dados.

 

Por enquanto, a indústria ainda tem aplicações mais simples, em projetos isolados. Porém, acreditamos que em 2018 a Internet das Coisas se tornará ainda mais inteligente e ganhará maior escala.

 

Veremos desde iniciativas mais comuns, como sistemas de manutenção preditiva e eficiência energética, até projetos mais complexos de monitoramento de processos e da linha de produção, como é o caso da tecnologia de geolocalização da Novidá.

 

 

Big Data

 

Justamente pelo avanço da Internet das Coisas e outras tecnologias, a indústria deve coletar, integrar e analisar cada vez mais dados. Esse grande volume de informações será gravado ao longo do tempo para gerar insights melhores e uma boa parte dos dados poderá ser capturado em tempo real.

 

Esse panorama também muda a atuação dos profissionais da área. Aumenta a demanda por cientistas de dados e gestores capazes de interpretar métricas operacionais. Encontrar profissionais capazes de extrair o maior valor possível dos dados será um grande desafio para a indústria em 2018.

 

 

Melhoria na tomada de decisões

 

Com esse grande volume de informações, os profissionais da indústria terão mais controle sobre sua operação e poderão tomar decisões mais assertivas. Para isso, é essencial determinar quais dados serão rastreados e como eles serão utilizados.

 

Métricas tradicionais de performance na indústria serão modificadas ou aprimoradas através do monitoramento em tempo real e da análise preditiva. Passaremos de dados estáticos da produtividade das máquinas para dados em constante movimento, que mostrarão qual é o caminho que deve ser seguido.

 

Dessa forma, a tendência é  ter maior otimização de processos industriais e entregar um produto com mais qualidade ao cliente final.

 

 

Inteligência Artificial

 

A inteligência artificial já chegou às residências com os assistentes virtuais como o Amazon Echo ou o Google Home. Aos poucos, ela começa a invadir também as fábricas e revolucionar alguns processos industriais.

 

Não estamos falando apenas de robôs na linha de produção e automação de máquinas. Neste ano, a tendência é que elas cheguem também para auxiliar em tarefas como análise de dados, manutenção preditiva, avaliações de tendência de mercado e auxílio na tomada de decisões.

Já podemos ver, inclusive, a Inteligência Artificial no Recrutamento e Seleção de muitas empresas

 

 

Ascenção de novas tecnologias

 

Algumas tecnologias que timidamente já estão nascendo na indústria devem ganhar força em 2018. A impressão 3D, que facilita a criação de novos produtos, deve revolucionar a indústria nos próximos anos. Embora seja uma tecnologia que ainda tenha um caminho a percorrer, ela ajuda fabricantes a economizar tempo e dinheiro no processo de desenvolvimento do produto.

 

A Realidade Virtual é outra tecnologia que deve se desenvolver ao longo do ano. A indústria ainda não encontrou a melhor forma de aplicação, mas ela já tem sido usada para treinamento de funcionários, simulação de criação do produto e até gestão de inventário.

 

Ainda podemos citar os assistentes de voz, robôs colaborativos e demais tecnologias que começam a se desenvolver agora e devem se destacar até 2021.

 

 

Preocupação com o meio-ambiente

 

É impossível negar que o cuidado com o meio-ambiente está entre as tendências da indústria há um bom tempo. A cada ano que passa, a situação fica mais preocupante e as empresas precisam pensar em mais estratégias para diminuir o impacto à natureza.

 

Buscar a sustentabilidade não ajuda apenas a reduzir custos e ter uma operação mais eficiente, mas também aumenta a reputação da empresa, fazendo com que a indústria seja lembrada como uma organização responsável.

 

A tecnologia tem contribuído também nesse ponto, trazendo produtos e dispositivos que ajudam a economizar energia e reaproveitar os resíduos, por exemplo. Para o bem das empresas e da sociedade, esse tipo de iniciativa também deve crescer bastante em 2018.

 

Pronto para otimizar seu negócio?

voltar ao topo