x

Queremos ajudar sua empresa

Fale conosco

  • Endereço

    CUBO - Alameda Vicente Pinzon, 54 - Vila Olimpia
    São Paulo/SP

  • Redes sociais

Blog

Navegue por nossa trilha do conhecimento e crie novos insights para seu negócio

Scrum
25 de julho 2018

Scrum: o que é e como aplicar na indústria?

Scrum. Essa palavra é familiar para você? Embora seja um tipo de metodologia ágil, o Scrum é considerado um framework, capaz de controlar de forma eficaz o trabalho, otimizando a gestão de processos e facilitando o cumprimento de prazos estabelecidos.

Dentro de um ambiente industrial, ele se torna aliado da produtividade e eficiência, já que traz inúmeros benefícios como:

Entrega contínua – Em vez de alterações serem feitas após a entrega do produto, elas podem ser adicionadas ao longo do processo de produção, o que economiza tempo e garante a satisfação do cliente.

Qualidade – Justamente por ser uma metodologia ágil, os produtos obtêm maior qualidade por estarem sendo validados o tempo todo. Assim, todos os defeitos podem ser resolvidos logo que percebidos.

Transparência – Por estarem alinhadas e focadas em um projeto, as equipes acompanham constantemente o progresso de seus colegas de trabalho. Uma dica para garantir ainda mais visibilidade é utilizar o Kanban!

 

Como o Scrum funciona?

 

Cada vez mais, as indústrias estão adotando metodologias ágeis para facilitar os processos dentro da linha de produção. O Scrum, por trabalhar com medição de progresso, facilitada pela tabela burndown, faz com que as equipes saibam se estão avançando no trabalho ou se o processo sofrerá algum atraso, o que, no final das contas, permite que a indústria identifique gargalos e consiga elimina-los.

Entretanto, para utilizar esse framework, você precisa saber todos os passos que o regem, e o primeiro é entender que os projetos são divididos em ciclos, chamados de Sprints. Cada Sprint representa um período de tempo dentro do qual esse projeto deve ser concluído, o que, geralmente, leva meses.

Depois que você decide iniciar um ciclo (ou Sprint), é necessário listar todas as funcionalidades que farão parte do projeto. Essas características compõe uma lista chamada Product Backlog. Assim que estiver pronta, convoque sua equipe para um Sprint Planning Meeting, uma reunião na qual o responsável (ou Product Owner) prioriza os itens do Product Backlog. As tarefas definidas passam dessa lista para uma outra, chamada de Sprint Backlog.

É importante lembrar que, todos os dias, deve-se fazer uma Daily Scrum, reunião curta cuja função é verificar o andamento das ações, priorizar o que deve ser feito no dia de hoje e rever como fluiu o trabalho de ontem no chão de fábrica. Assim, ao finalizar um ciclo, o Sprint Review Meeting, momento no qual todo trabalho é analisado, apresenta melhores resultados.

Depois de tantas reuniões e trabalhos colaborativos, é preciso apenas mais um passo para fechar esse ciclo: o Sprint Retrospective. Nele, a equipe analisa os pontos positivos e negativos do que foi feito e começa o planejamento para o próximo Sprint.

 

BÔNUS – Glossário

 

 

Como a Novidá pode te ajudar

 

Otimização, produtividade e assertividade são características que, assim como no Scrum, estão presentes dentro do sistema desenvolvido pela Novidá.

Isso porque, com nosso sistema de geolocalização indoor e outdoor de precisão, você se torna capaz de rastrear equipes, ativos e máquinas em tempo real, potencializando a gestão de pessoas e a movimentação de materiais.

Contamos com tecnologia de ponta, baseada na Internet das Coisas e nas RTLS para entregar uma ferramenta segura, personalizável e passível de rearranjar times, reduzir custos e flexibilizar processos.

Quer saber como podemos te ajudar? Clique aqui e confira!

Pronto para otimizar seu negócio?

voltar ao topo