x

Queremos ajudar sua empresa

Fale conosco

  • Endereço

    CUBO - Alameda Vicente Pinzon, 54 - Vila Olimpia
    São Paulo/SP

  • Redes sociais

Blog

Navegue por nossa trilha do conhecimento e crie novos insights para seu negócio

Variabilidade de Processos

Variabilidade de Processos: por que fazer o controle estatístico?

Ao longo dos anos, o ser humano passou a organizar quase todo tipo de trabalho em processos. Existe uma série de ações sequenciais que devem ser realizadas a partir de um método para alcançar o resultado esperado.

Porém, mesmo com toda a tecnologia disponível nos dias de hoje ainda há a variabilidade de processos. Ou seja, o resultado nem sempre é o mesmo, afinal, existem vários fatores que podem influenciar no produto final.

Nesse sentido é importante fazer um controle estatístico do processo, para entender até que ponto existe essa variabilidade e quanto ela pode ser aceita.

 

O que é variabilidade de processos?

A variabilidade é a alteração da média ou do ponto ideal do processo. É um tema importantíssimo para a gestão da qualidade e para garantir o controle sobre a operação, principalmente nas indústrias.

Como já dissemos, são vários os motivos que podem gerar essa variação nos processos produtivos. Ela pode ser resultado da não uniformidade da matéria-prima, das diferenças de trabalho de cada colaborador, de alguma oscilação no desempenho de uma máquina e até de fatores externos, como temperatura e pressão, por exemplo.

Em geral, as causas de variabilidade podem ser divididas em dois tipos:

Causas Comuns: estão relacionados ao desenho ou aos responsáveis pelo processo. Para resolvê-las – ou minimizá-las – é preciso rever o processo, identificar o problema e aplicar mudanças.

Causas Especiais: são mais imprevisíveis, esporádicas e podem causar maior quantidade de variação. Consequentemente, são mais difíceis de se resolver, até porque elas não estão diretamente associadas ao processo em si.

O objetivo dos gestores de um negócio é diminuir a variabilidade de seus processos para que eles sejam tão padronizados quanto possível. Para isso, é preciso contar com o apoio de toda equipe e colher dados reais da operação, que serão analisados minunciosamente.

 

Controle Estatístico de Processo

Com o objetivo de identificar e analisar a variabilidade dos processos, nasceu o conceito de Controle Estatístico de Processo. Idealizado por Walter Shewhart, no início do século XX, a ferramenta pode ser usada em qualquer processo.

O ponto central é investigar cada processo, descobrir quais são as causas de variabilidade e entender o fenômeno para dominar as variações. Isso pode ser feito de várias formas: com ferramentas estatísticas que acompanham o comportamento do processo; com o mapeamento e digitalização dos processos (BPMs); com auditorias e diversas outras maneiras. Tudo depende do processo que está sendo analisado e dos recursos disponíveis.

 

Limites aceitáveis no processo

Uma das definições mais importantes ao fazer o controle estatístico de processos é definir os valores aceitáveis de variabilidade. Ou seja, um desvio padrão que você não deve se preocupar se ele ocorrer. Nesse sentido, temos os seguintes conceitos:

 

Limites de Especificação

Classificados em LIE (Limite Inferior de Especificação) e LSE (Limite Superior de Especificação). Esse é um dado definido pelo mercado regulador.

 

Limites de Controle

Classificados em LIC (Limite Inferior de Controle) e LSC (Limite Superior de Controle). Esse dado é definido pela empresa e deve ser mais rígido que os limites de especificação, afinal, a organização está buscando uma maior padronização dos seus produtos.

 

Definidos os limites, deve ser feito o acompanhamento dos processos para ver se os valores estão dentro dos limites estabelecidos.

 

A Novidá e a variabilidade dos processos

A Novidá sabe da importância de ter processos consistentes para ter melhores resultados. Observando operações de grandes empresas, percebemos que um os principais fatores de variabilidade nos processos estão relacionados a pessoas.

Pensando nisso, desenvolvemos um sistema de geolocalização indoor que acompanha a movimentação dos colaboradores ao longo de suas rotinas de trabalho. Por meio de beacons ou smartphones, é possível medir tempos de execução de atividades, visualizar um mapa de calor e as rotas percorridas pelos funcionários.

Isso é essencial para identificar como os processos estão sendo executados e onde há possíveis desvios que podem prejudicar a eficiência da empresa.

Quer entender como nossa solução pode ajudar sua empresa a aumentar a produtividade e ter processos mais consistentes? Agende uma conversa com nossos especialistas.

Pronto para otimizar seu negócio?

voltar ao topo